Alumna da FLUL integra equipa que venceu Concurso Mundial de Tradução Chinês-Português

A antiga aluna Renata André Véran de Azevedo de Moura, que se licenciou em Estudos Asiáticos pela FLUL em 2015, acaba de vencer a 4.ª Edição do Concurso Mundial de Tradução Chinês-Português, um concurso organizado pelo Governo de Macau e pelo Instituto Politécnico de Macau, que atraiu mais de 200 equipas de 50 universidades de todo o mundo.

Renata Véran integrou a equipa da Universidade de Lisboa, que era também constituída por Cheng Xiaoyu, aluna de Mestrado de Estudos Portugueses e Românicos da FLUL, e pelo orientador Professor António Barrento, do Departamento de História da FLUL.

Em entrevista à FLUL, Renata Véran explica que a equipa recebeu um “um email há umas semanas a dizer que tínhamos sido premiados no concurso. Contudo, não fazíamos ideia nenhuma do prémio atingido, até hoje. Finda a cerimónia, encontramo-nos ainda um pouco descrentes da posição atingida. Foi o culminar fantástico de um tremendo esforço colectivo da nossa equipa”.

chinesA alumna conta que sempre teve interesse pelo estudo das línguas asiáticas, nomeadamente coreano, chinês e japonês. Licenciada em Estudos Asiáticos na FLUL, tirou o Mestrado em Tradução-Interpretação Coreano-Chinês, na Coreia do Sul. “A oportunidade de poder participar neste concurso foi um exercício desafiante que pôs à prova vários anos de estudo, pois o chinês é uma língua extremamente difícil para mim”, revelou ainda em entrevista.

Renata Véran candidatou-se ao Doutoramento em Linguística na FLUL, pois pretende aprofundar o conhecimento sobre a Ásia, com ênfase nas línguas asiáticas.

A cerimónia de entrega dos prémios do Concurso realizou-se online, com a presença de 500 concorrentes e professores orientadores da Ásia, África, Europa e América do Sul.

Texto: Tiago Artilheiro (FLUL-DREI, Núcleo de Alumni e Mecenato)    |      Fotografia: Direitos Reservados