Alumnae da FLUL distinguidas na Gulbenkian

Lídia Jorge e Maria Teresa Horta, antigas alunas da FLUL, foram ontem homenageadas na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa, num encontro sobre as mulheres nas artes.

Lídia Jorge, que se formou em Filologia Românica pela FLUL no final da década de 60, e Maria Teresa Horta, que frequentou a FLUL no início da mesma década, foram homenageadas no segmento intitulado "Conversas de Vida", durante o encontro "Mulheres nas Artes: Percursos de Desobediência"des

O evento juntou cerca de duas dezenas de artistas como convidados e visou debater a afirmação das mulheres na literatura, na música, no cinema, nas artes visuais e nas artes de palco.

A conversa de vida com Lídia Jorge foi moderada por António Carlos Cortez e a de Maria Teresa Horta por Nicolau Santos.

Também a obra de Fiama Hasse Pais Brandão foi evocada no encontro, pela voz da encenadora Natália Luiza.

Texto: Tiago Artilheiro      |      Fotografia: Direitos Reservados