Antiga aluna da FLUL lança Clube do Livro Feminista

A actriz e encenadora Sara Barros Leitão, que frequentou a licenciatura em Estudos Clássicos da FLUL, acaba de lançar o projecto Heróides – Clube do Livro Feminista.

sbl

Integrado na Cassandra, estrutura artística lançada pela actriz, Heróides é um clube de leitura que desafia uma comunidade de leitores concreta a ler um livro previamente definido por mês, escolhido por convidados. Depois da leitura, no último sábado de cada mês, essa mesma comunidade de leitores online irá discutir, via plataforma Zoom, a obra lida.

No website do projecto pode ainda ler-se que a participação nas sessões é gratuita, sendo necessária inscrição, que serão abertas mensalmente. Todas as sessões terão interpretação em Língua Gestual Portuguesa.

Sara Barros Letão explica que “o desafio que foi lançado às pessoas convidadas foi que escolhessem um livro do qual gostassem e com o qual se identificassem. A escolha seria livre, mas com alguns requisitos, desde logo: era necessário que o livro estivesse traduzido em português e fosse fácil de encontrar; preferencialmente deveria ser um livro que estivesse disponível nas bibliotecas públicas; e que o seu valor de aquisição no mercado não ultrapassasse os 20€”.

A primeira sessão, já esgotada, irá decorrer dia 30 de Janeiro de 2021, sob orientação da investigadora palestiniana Shahd Wadi. Corpos na trouxa – Histórias artísticas-de-vida de mulheres palestinianas no exílio, é a obra em análise no arranque deste clube.

O novo projecto da alumna surge depois de no passado mês de Dezembro ter sido agraciada com o Prémio Revelação do Teatro Nacional D. Maria II, como reconhecimento do trabalho desenvolvido na área do teatro em 2019.

Texto: Tiago Artilheiro (FLUL-DREI, Núcleo de Alumni e Mecenato) 

Fotografia: Direitos Reservados