Jaime Gama distinguido com o Prémio FLUL Alumni 2020

A Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa (FLUL) distinguiu ontem, em cerimónia na Sala D. Pedro V, o antigo aluno Jaime Gama com o Prémio FLUL Alumni 2020, que reconhece a carreira de um diplomado pela Faculdade.

Na entrega da distinção, pelo Director da FLUL Professor Miguel Tamen, estiveram presentes, entre outros convidados, o Reitor da Universidade de Lisboa, Professor António Cruz Serra, a Reitora da Universidade Católica Portuguesa e Prémio FLUL Alumni 2019, Professora Isabel Capeloa Gil, assim como os restantes elementos do júri do Prémio, os Professores Adelaide Meira Serras, Arnaldo Espírito Santo e Ivo Castro.

No discurso inicial, o Director da FLUL destacou “o gosto enorme que a FLUL tem na entrega deste Prémio”. Miguel Tamen sublinhou que “quando entregamos este Prémio, o que nos importa não é o tempo que os nossos antigos alunos passaram aqui, mas o que os nossos alumni fizeram depois, como acontece com o Dr. Jaime Gama, com um rol de actividade extensíssimo e ilustre, um extraordinário exemplo”.

Jaime Gama é licenciado em Filosofia pela FLUL e ocupou várias pastas ministeriais em diversos Governos (Administração Interna, Defesa Nacional e Negócios Estrangeiros). Foi Deputado de 1975 a 2011 e exerceu as funções de Presidente da Assembleia da República, sendo, por inerência, membro do Conselho de Estado.

Doutor Honoris Causa pela Universidade dos Açores, Jaime Gama é actualmente Presidente do Conselho de Administração da Fundação Francisco Manuel dos Santos e membro do Conselho Geral da Universidade de Lisboa. Possui diversas condecorações nacionais e estrangeiras, sendo Chanceler das Antigas Ordens Militares Portuguesas.

Na entrega do Prémio, Jaime Gama referiu a “enorme surpresa quando soube que era o premiado deste ano”, destacando que esta foi “uma oportunidade para reflectir sobre o que é que o Prémio significa, não só para a Faculdade, mas em que é que eu posso contribuir para o significado do Prémio”.

Licenciado em Filosofia pela FLUL, Jaime Gama contou que responder à questão “Para que é que serve estudar Filosofia?” não tem “uma resposta simples, e começou por não ser simples em relação a mim próprio e à minha família, porque eu estava destinado a ser engenheiro”. “O curso de Filosofia era um curso formatado pela maneira clássica, que permitia ler, pensar e manter, mesmo num quadro curricular apertado, um vasto campo de reflexão que extrapolava a própria Filosofia”, acentuou.

Ainda sobre o curso e os tempos de estudante na Faculdade, Jaime Gama explicou que, “feito um balanço, o que posso dizer é que o curso de Filosofia dá um potencial para chegar ao fim sem nunca chegar ao fim; isto é, fazer com que o fim seja sempre um começo para indagar, para pensar, esse é o desafio para quem fica marcado por esse percurso na FLUL”.

Durante a cerimónia de entrega do Prémio FLUL Alumni 2020 foram ainda apresentadas as três novas obras que irão decorar a sala D. Pedro V. Emprestadas à Faculdade no âmbito de um protocolo celebrado com a Galeria 111, as três imagens do fotógrafo moçambicano Mauro Pinto demonstram a força do trabalho humano, marcadas pela violência da extracção de minério e de combustíveis fósseis, neste caso na província de Tete, em Moçambique.

O Prémio foi notícia em vários órgãos de comunicação social, como jornal Observador, SIC, rádios TSF e Renascença, entre outros. Veja o clipping completo aqui.

Texto: Tiago Artilheiro (FLUL-DREI, Núcleo de Alumni e Mecenato) 

Fotografia: Eduarda Camilo e Tiago Artilheiro (FLUL-DREI, Núcleo de Alumni e Mecenato)