Antigos alunos da FLUL dão as boas-vindas aos novos estudantes 2020/2021

Com o intuito de receber os novos estudantes 1.º ano/ 1.ª vez, a Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa organizou no dia 29 de Setembro uma sessão de boas-vindas aos novos estudantes 2020/2021, que contou com a presença de cerca de 50 pessoas, entre docentes, actuais alunos e funcionários da FLUL, e que foi transmitida online.

Conduzida pelo Director da FLUL, Professor Miguel Tamen, a sessão incluiu no painel de convidados quatro antigos alunos da Faculdade: Vasco Pedro, CEO da empresa Unbabel, licenciado em Engenharia da Linguagem e do Conhecimento; Joana Freitas, investigadora do Centro de História da Universidade de Lisboa, licenciada em História; Joana Ramos, professora de Artes no 1.º e 2.º ciclos, licenciada em Estudos Artísticos; e João Fernandes, recém diplomado em História, embaixador principal da FLUL junto das escolas do ensino secundário.

Na abertura da sessão, o Director da FLUL começou por salientar que “uma das riquezas principais da Faculdade são os seus antigos alunos”, pelos diferentes percursos que constroem ao longo e depois da sua formação académica. Destacando o ano lectivo “diferente” que agora se inicia, Miguel Tamen sublinhou que não deve ser esquecida a “importância do ensino presencial, uma vez que não há uma comunidade intelectual que consiga funcionar sem uma relação presencial entre as partes, professores e alunos”.

A relevância das Humanidades esteve no centro da conversa, com o alumnus Vasco Pedro, a acentuar que “as Humanidades são vistas como a área mais relevante do futuro, porque à medida que há uma maior automatização de tudo o que a tecnologia faz, o que se nota é que as funções cognitivas que vão ser mais importantes são aquelas que dependem das Humanidades, do pensar, do interagir, do comunicar”. Opinião semelhante à partilhada pela investigadora Joana Freitas, várias vezes pertencente a grupos de investigação transdisciplinares, e que referiu que “também na investigação, as Humanidades têm o conhecimento que os números precisam: os números sem contexto não servem para nada”.

A antiga aluna Joana Ramos destacou a importância da aprendizagem obtida na FLUL: “aqui abri horizontes que me levaram a descobrir coisas que me interessaram ainda mais; o acumular de experiências que enriquecem, é sobretudo o que trouxe da FLUL”. Esta bagagem é também a que o recém-licenciado em História João Fernandes leva: “ver a História e o mundo por diferentes perspectivas, isso aprendi aqui na Faculdade”.

O alumnus Vasco Pedro é CEO da Unbabel, uma empresa portuguesa, fundada em 2013, que alia a inteligência artificial à tradução automática, utilizando uma tecnologia única no mundo. Em 2018 a Unbabel captou 23 milhões de dólares em investimento estrangeiro, em 2019 angariou 60 milhões de dólares em investimento externo, e em 2020 foi considerada uma das três empresas mais inovadoras do mundo pela revista Fast Company.

A alumna Joana Freitas é investigadora do Centro de História da ULisboa, e ganhou em 2018 uma bolsa de 1 milhão de euros do Conselho Europeu de Investigação para o projecto Dunes - O mar, a areia e as gentes: uma história ambiental das dunas costeiras.

A antiga aluna Joana Ramos licenciou-se em Estudos Artísticos em 2013 e é professora de Artes no 1.º e 2.º ciclo. Autora do projecto Contariar, foi professora na nova telescola #EstudoEmCasa.

O alumnus João Fernandes acaba de terminar a licenciatura em História, tendo participado durante os dois últimos anos lectivos em várias feiras, visitas a escolas do ensino secundário e eventos de promoção da oferta formativa da FLUL, como embaixador da Faculdade.

Texto e Fotografia: Tiago Artilheiro (FLUL-DREI, Núcleo de Alumni e Mecenato)