Prémios PEN de poesia e ensaio distinguem três alumni da FLUL

Os prémios PEN distinguiram as obras dos escritores e alumni da FLUL Tatiana Faia, com o prémio poesia, e Mafalda de Faria Blanc e Luís Filipe Thomaz, no ensaio, no valor de cinco mil euros cada.

tatiana

O júri atribuiu por unanimidade o prémio de poesia a Um quarto em Atenas, de Tatiana Faia, e o de ensaio (ex-aequo), a Estudos sobre Heidegger, de Mafalda de Faria Blanc, e a O Drama de Magalhães e a Volta ao Mundo Sem Querer, de Luís Filipe Thomaz.

Tatiana Faia completou a Licenciatura, Mestrado e Doutoramento em Estudos Clássicos pela FLUL. Mafalda de Faria Blanc é Professora Associada com Agregação da FLUL, onde se licenciou em 1977. Luís Filipe Thomaz é licenciado em História pela Faculdade, onde foi Professor Assistente.

Na categoria de poesia, Um quarto em Atenas, de Tatiana Faia, foi o livro de poesia que reuniu a preferência do júri, composto por Paulo José Miranda, Luís Filipe de Castro Mendes e Marta Bernardes. A obra “é uma sequência de poemas quase narrativos ou quase cifrados, intensos, irónicos, descontentes. Escritos em cidades estrangeiras, observam Portugal desdenhosamente (há qualquer coisa dos ´loca infecta´ de Jorge de Sena, e também temos uma ´Madrid revisitada´ que lembra as alegrias e amarguras de Ruy Belo)”, refere Pedro Mexia, responsável pela colecção de poesia da editora Tinta da China, que publicou o livro.

No ensaio, os elementos do júri e professores Ernesto Rodrigues, Fernanda Mota Alves e Mário Avelar distinguiram, duas obras de outros dois antigos alunos da FLUL: Estudos sobre Heidegger, da autoria da Professora Mafalda Blanc, e O Drama de Magalhães e a Volta ao Mundo Sem Querer, de Luis Filipe Thomaz

A cerimónia de entrega dos prémios terá lugar no dia 11 de Dezembro, pelas 18h00, na Sociedade Portuguesa de Autores, com a presença do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

Os Prémios PEN são uma iniciativa que conta com o apoio da Direção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas (DGLAB). Portugal faz parte do PEN Club International desde 1979, sendo o Clube de Poetas, Ensaístas e Novelistas (PEN) a maior e mais antiga organização de escritores, a nível mundial – numa iniciativa datada de 1921 –, levada a cabo por autores ingleses.

Texto: Tiago Artilheiro (FLUL-DREI, Núcleo de Imagem, Comunicação e Relações Externas)    

Fotografia: Direitos Reservados