Alumna Luísa Costa Gomes ganha Prémio Literário Urbano Tavares Rodrigues

A escritora e antiga aluna da FLUL Luísa Costa Gomes ganhou o Prémio de Novela e Romance Urbano Tavares Rodrigues pelo romance Florinhas de Soror Nada.

lcg

Em comunicado, a Federação Nacional dos Professores (Fenprof), que concedeu o galardão, “assinala com satisfação” que Luísa Costa Gomes se venha juntar a “nomes cimeiros” da literatura portuguesa contemporânea na área da ficção com o seu “belíssimo romance”, publicado pela D. Quixote em 2018.

O júri, constituído por Paulo Sucena (Fenprof), José Manuel Mendes e Paula Mendes Coelho, decidiu por unanimidade distinguir Florinhas de Soror Nada, destacando o “extremo rigor da sua construção e da linguagem, cujo poder de inventiva e contágio, a par de personagens intensas e do entrecho, desmontam os lugares comuns concernentes às relações entre a fé e o conhecimento, ao feminismo estereotipado e à vacuidade manipuladora do chamado politicamente correcto”.

Em 2017 , o prémio instituído pela Fenprof tinha sido ganho por Isabela Figueiredo, com o romance A Gorda. Em 2015, este galardão distinguiu a escritora e alumna da FLUL Lídia Jorge pelo livro Os Memoráveis e, em 2013, Ana Cristina Silva por O Rei do Monte Brasil.

Nascida em 16 de Junho de 1954, Luísa Costa Gomes é licenciada em Filosofia pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, tendo sido durante vários anos professora do ensino secundário e tendo trabalhado no programa Escritores nas Escolas.

Traduziu livros, legendou filmes e tem colaborado em vários jornais e revistas, programas de rádio e de televisão.

Texto: Tiago Artilheiro (FLUL-DREI, Núcleo de Imagem, Comunicação e Relações Externas)    

Fotografia: Direitos Reservados