Nova temporada do Teatro da Bastilha em Paris conta com a participação de alumna da FLUL

A alumna Lídia Jorge, que se formou em Filologia Românica pela FLUL, é uma das convidadas pela Librest, associação de livreiros de Paris, para a ‘rentrée’ literária parisiense no Teatro da Bastilha.

lidia1

O livro Estuário, que acaba de sair em França, vai ser hoje apresentado pela autora, juntamente com outras sete propostas escolhidas por esta associação.

Em entrevista à FLUL, a alumna explicava, em Julho de 2018, que este romance “é um livro sobre a perda para pôr em evidência a capacidade da resistência. (…) Pensei nas figuras que habitam Estuário como personalidades prometaicas, sendo no entanto anónimas e escondidas. A honra é o terceiro pilar deste livro, aquele que sustenta o embate da perda e promove a capacidade de resistência”.

No passado mês de Junho, Lídia Jorge venceu o XXIV Grande Prémio de Literatura atribuído pelo grupo empresarial DST com a obra Estuário.


Em comunicado, a DST justificou a escolha "pela elevada qualidade da sua escrita, absorvendo e reelaborando fragmentos de um quotidiano mutacional, com fortes sequências efabulatórias e personagens com notória densidade social e psicológica".

A cultura portuguesa vai estar em destaque no Teatro da Bastilha, em Paris, onde ao longo da temporada vão passar figuras como o dramaturgo Tiago Rodrigues e os bailarinos Sofia Dias e Vítor Roriz.

Texto: Tiago Artilheiro (FLUL-DRE, Núcleo de Imagem, Comunicação e Relações Externas)    

Fotografia: Direitos Reservados