Professor António Borges Coelho distinguido com Medalha de Mérito Cultural

O alumnus e professor catedrático jubilado da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa António Borges Coelho vai ser distinguido, na próxima sexta-feira, com a Medalha de Mérito Cultural, anunciou esta quarta-feira o Governo, que justifica a atribuição com o percurso de vida “caracterizado pela intensa actividade política e académica”.

borges coelhoEm comunicado, o Ministério da Cultura destaca o percurso profissional e pessoal deste historiador, poeta e ensaísta, enaltecendo o seu “constante compromisso com a cultura e língua portuguesas, nas quais e para as quais ajudou a preservar e a compreender, com a sua obra, uma parcela fundamental da memória nacional”.

A nota do Governo com a justificação para a atribuição da distinção acentua, aindam a “a relevância do seu percurso científico no âmbito da historiografia portuguesa” sublinhando “a grande erudição e acessibilidade da sua obra, e o seu comprometimento com a cultura e a língua, evidenciado no modo como integra na narrativa dos acontecimentos a caracterização detalhada de instituições, informações demográficas e estruturas económicas, sociais e culturais”.

Formado em Ciências Histórico-Filosóficas na FLUL, concluiu a licenciatura em 1969, com uma tese sobre Leibniz.

Em 1974, após a revolução, iniciou a sua actividade de docente no Departamento de História da FLUL, onde leccionou durante 24 anos. A sua “Última Lição” ocorreu no dia 11 de Dezembro de 1998.

No ano passado foi distinguido com o Prémio da Universidade de Lisboa, tributo de consagração pelo trabalho que desenvolveu, e com a Grã-Cruz da Ordem da Liberdade, pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

A sua vasta bibliografia inclui poesia, teatro e ficção.

Texto: Tiago Artilheiro (FLUL-DRE, Núcleo de Imagem, Comunicação e Relações Externas)    

Fotografia: Direitos Reservados