Antiga aluna da FLUL estreia-se na encenação no Teatro D. Maria II

A antiga aluna da FLUL Sara Barros Leitão estreia este fim de semana a sua primeira encenação - Teoria das Três Idades - no Teatro Nacional D. Maria II, em Lisboa.

sarabarrosleitaoSara Barros Leitão, que frequentou a licenciatura em Estudos Clássicos na FLUL, é actriz e estreia-se agora como encenadora de uma peça que explora os 65 anos do Teatro Experimental do Porto e a própria história do Teatro em Portugal.

O espectáculo estreou no ano passado no Teatro Municipal do Porto e foi a alumna quem fez toda a pesquisa, escreveu, encenou e interpreta, sozinha em palco.

teoriadastresidadesNa sinopse do espectáculo pode ler-se que a alumna “mergulha no espólio imenso do Teatro Experimental do Porto, com o qual trabalha regularmente, e abre gavetas, sacode o pó a telegramas, tabelas de ensaio, atas, contractos, fotografias, gravações, programas de espectáculos”. O primeiro trabalho autoral da actriz “encontra pessoas, histórias, memórias e sonhos por cumprir entre relatórios de contas, registos de censura e recortes de jornais”, refere ainda a sinopse.

Alumna da licenciatura em Estudos Clássicos da FLUL, Sara Barros Leitão considera o curso “fundamental no percurso de um actor, porque a Antiguidade Clássica é a matriz da nossa sociedade e um actor trabalha para a sociedade e com a sociedade. Este curso quase que devia ser obrigatório para toda a gente”, contou a actriz em 2015 no vídeo de apresentação da FLUL.

Sara Barros Leitão nasceu no Porto em 1990, sendo formada em Interpretação pela Academia Contemporânea do Espectáculo. Trabalha regularmente em cinema e televisão, e em teatro estreou-se na tragédia Romeu e Julieta, de William Shakespeare, produzida pelo Teatro do Bolhão.

Em 2015 foi distinguida com o Prémio Melhor Actriz no Festival Internacional de Cinema Independente de São Paulo, no Brasil, pelo seu trabalho em Pecado Fatal, filme de Luís Diogo.

Texto: Tiago Artilheiro (FLUL-DRE, Núcleo de Imagem, Comunicação e Relações Externas)    

Fotografia: Direitos Reservados