Ana Bacalhau

Cantoraana bacalhau

Ana Sofia Bacalhau, vocalista da banda portuguesa Deolinda, nasceu em Lisboa a 5 de Novembro de 1978. Cedo a música se tornou parte da sua vida, tendo apostado, aos 15 anos, na guitarra e na voz. Só mais tarde, porém, já em fase adulta, que decide enveredar profissionalmente pela carreira musical.

O ingresso no Ensino Superior deu-se em 1996 com a entrada na Faculdade de Letras, no curso da área das Línguas e Literaturas Modernas - vertente de Língua Portuguesa e Língua Inglesa- que veio a concluir em 2001. Fez ainda uma pós-graduação em Arquivo, no curso de pós-graduação em Ciências Documentais, o que lhe permitiu trabalhar no Ministério das Finanças como arquivista.

Enquanto aluna da Faculdade de Letras, Ana Bacalhau colabora com a Associação de Estudantes, nomeadamente, no seu jornal, Os Fazedores de Letras.

Ainda estudante, a actual vocalista dos Diolinda formou, em 2001, juntamente com outros dois colegas universitários, Gonçalo Tocha e Dídio Pestana, a sua primeira banda, os Lupanar. O seu sucesso foi reconhecido pela Reitoria da Universidade de Lisboa, que lhes faculta a actuação no palco da Aula Magna, num espectáculo para cerca de 800 pessoas.

Depois de terminada esta primeira experiência, é em 2006, fruto de um convite dos seus primos Pedro da Silva Martins e Luís José Martins, que é iniciado novo projecto, “Deolinda”. Ao grupo juntara-se Zé Pedro Leitão, marido de Ana Bacalhau, e formava-se, assim, um grupo de música popular portuguesa, inspirado pelo fado e pelas origens tradicionais. O êxito da banda levaria Ana Bacalhau a abandonar a sua actividade como arquivista e a dedicar-se, exclusivamente, à música.

Os anos que se seguiram pautaram-se por inúmeros concertos, dos quais se realçam no Teatro São Luiz, a solo, ou no Rossio, com Mafalda Veiga, mas também com a cantora cabo-verdiana Teté Alhinho, Joana Machado e Rita Redshoes.

Em Janeiro de 2017 Ana Bacalhau convidou, em vídeo, os antigos alunos da FLUL para irem assistir aos concertos comemorativos dos 10 anos dos "Deolinda". Reveja aqui.

Já em Janeiro de 2018, a cantora lançou um convite em vídeo aos alumni da FLUL para irem assistir aos concertos de apresentação do seu primeiro disco a solo intitulado Nome Próprio. Reveja aqui.

 

 

Consulte o testemunho de Ana Bacalhau