Mafalda Veiga

Cantora e Autora

veiga mafalda

Ana Mafalda da Veiga Marques dos Santos, mais conhecida por Mafalda Veiga nasceu a 24 de Dezembro de 1965, em Lisboa, e é uma conhecida cantora e autora do panorama nacional.

A infância de Mafalda Veiga foi passada em Montemor-o-Novo até aos 8 anos, altura em que se mudou para Badajoz, Espanha. É aí que começa a tocar numa viola oferecida pelo pai e tendo como mestre o seu tio Pedro da Veiga, que era guitarrista de Nuno da Câmara Pereira.

Começou por fazer as suas primeiras composições em espanhol e inglês e, em 1983, fez a primeira canção em português: "Velho". Foi com essa canção que venceu o Festival da Canção de Silves um ano mais tarde. Apresentava-se ainda como Mafalda Santos.

O ano de 1984 fica marcado na vida de Mafalda Veiga como a ano de incursão na Faculdade de Letras, no curso de Línguas e Literaturas Modernas.

Em 1987 edita o seu primeiro álbum, Pássaros do Sul, que chegou rapidamente às dez mil cópias vendidas, adquirindo o estatuto de disco de prata. Mafalda Veiga alcançou, assim, reconhecimento nacional, recebendo o Troféu Nova Gente para Melhor Cantor e ganhando a oportunidade de representar Portugal no Festival Internacional da RTP na Jugoslávia. É também condecorada com o Prémio Revelação, atribuído pelo Jornal Se7e, no ano de 1988.

Nesse mesmo ano lança o seu segundo álbum intitulado Cantar, que, todavia, não atinge o mesmo sucesso comercial que o seu álbum de estreia, apesar de lhe ter sido atribuído o Prémio de Melhor Disco pela Antena 1. Mafalda Veiga decide, então, dedicar-se à divulgação dos seus dois discos através de actuações pelo país, fazendo uma pausa no seu lançamento de discos.

O seu regresso aos álbuns dá-se em 1992, com Nada se Repete, que tem a colaboração de Luís Represas e é condecorado com o “Se7e de Ouro” para melhor disco.

Nos anos seguintes actua em locais como Macau e Cabo Verde. Em 1996 edita outro álbum, Cor da Fogueira, cujo concerto de apresentação ocorre no CCB. Três anos depois lança novo disco, de seu nome Tatuagem.

Em Maio e Outubro de 2000, Mafalda Veiga actua perante uma plateia esgotada no CCB e no Rivoli, resultando daí o álbum Mafalda Veiga ao Vivo, disco de platina. Neste mesmo ano compõe quatro músicas originais para a telenovela Olhos de Água.

Mafalda Veiga continua a expandir a sua discografia, com Na Alma e na Pele, lançado em 2003, que originou mais dois concertos esgotados no Coliseu dos Recreios em Lisboa.

Em Outubro de 2005, Mafalda Veiga recebe o Prémio Carreira Prestígio da Rádio Central FM de Leiria. Lança mais três álbuns, Lado a Lado, Chão e Zoom, nos anos de 2007, 2008 e 2011, respectivamente.