Maria do Rosário Pedreira

Escritora e Editorapedeira

Maria do Rosário Pedreira é editora, escritora, poetisa e letrista. Nasceu em Lisboa, em 1959, e concluiu em 1981 a licenciatura em Línguas e Literaturas Modernas, na variante de Estudos Franceses e Ingleses, na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa. Fez o curso de Língua e Cultura do Instituto de Cultura. Esteve em Perugia a frequentar um curso de Verão, na Universidade como bolseira do governo italiano e foi também aluna do Goethe Institut.

A sua formação abriu-lhe as portas ao ensino e à tradução.

Amante da actividade editorial, coordenou os serviços editoriais da Editora Gradiva, foi directora de publicações da Sociedade Portugal-Frankfurt/97 e editora dos catálogos dos pavilhões oficiais temáticos da Expo 98 e redactora das publicações inerentes aos Festivais dos 100 Dias e Mergulho no Futuro, promovidos durante a Expo 98. Em 1998, tornou-se editora das publicações Temas e Debates, função que desempenhou até 2005. Desde 2010 faz parte do Grupo Leia exercendo funções de Publisher e Editora, onde tem o objectivo de publicar literatura portuguesa e descobrir novos valores literários.

Maria do Rosário Pedreira é detentora de uma obra diversificada, em prosa, poesia, ensaio e crónica, constituindo na literatura juvenil, grosso da sua ficção, um veículo de transmissão de valores humanos e culturais.

Ao nível do romance destaque para Alguns Homens e Duas Mulheres e Eu (1993), ao nível da poesia A Casa e o Cheiro dos Livros (1996), O Canto do Vento nos Ciprestes (2001), Nenhum Nome Depois (2004) e Poesia Reunida (2012). Ao nível da literatura infantil realce para O Clube das Chaves, este em parceria com Maria Teresa M. González (21 volumes, 1989-1998), Detective Maravilhas (19 volumes, 1997 até hoje), A Ilha do Paraíso (2000) e A Biblioteca do Avô (2005).

Escreveu também letras de músicas para António Zambujo (Flagrante), para Ana Moura (Ninharia) e para Aldina Duarte (O amor não se desata).
Maria do Rosário Pedreira foi distinguida com diversos prémios literários como o Prémio Sebastião da Gama, Prémio Poême, Prémio Maria Amália Vaz de Carvalho, Prémio Verbo/Semanário e, mais recentemente, o Prémio Literário Fundação Inês de Castro, conquistado no ano de 2012.