José Afonso Furtado

Professor e Escritor

furtado jose afonso

Nascido a 1953, em Alcobaça, José Afonso Furtado foi aluno da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, obtendo, na década de 70, a Licenciatura em Filosofia. Figura apreciadora da Arte Literária e Fotográfica, desde 1984 que é membro do Conselho Consultivo do Centro Português de Fotografia e do Conselho Superior de Bibliotecas, chegando, desde essa data, a realizar exposições fotográficas individuais e coletivas e participando nalgumas exposições na condição de fotógrafo. Durante a década de 80, foi ainda Presidente do Instituto Português do Livro e da Leitura (de 1987 a 1991), seguindo-se a docência do Curso de Especialização em Ciências Documentais, na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, de 1992 a 95, e do Curso de Especialização em Técnicas Editoriais, na mesma Faculdade, de 1994 a 2002. Também na década de 90, assumiu a Direcção da Biblioteca de Arte da Fundação Calouste de Gulbenkian (1992-2012), instituição onde integra o Conselho Consultivo do programa Leitura Digital. Nos finais dos anos 90, foi membro do Conselho Superior de Bibliotecas, desde 1998 até à sua extinção, em 2007.

Desde 1995 que José Afonso Furtado se afirma como autor literário, sendo este o ano do lançamento da sua primeira obra, O Que É o Livro?, onde analisa o papel dos livros na sociedade. Cinco anos depois, volta a esta questão com a obra Os Livros e as Leituras. Novas ecologias da informação. Em 2007, debruça-se sobre a escrita digital, para além da escrita sobre papel, na obra O Papel e o Píxel. Do impresso ao digital: continuidades e transformações seguindo-se, em 2009, a obra A Edição de Livros e a Gestão Estratégica, onde procede a uma análise dos novos paradigmas com que o sector editorial se confronta. Três anos depois, em 2012, é lançada a sua última obra até à data, Uma Cultura da Informação para o Universo Digital, o mesmo ano em que foi agraciado com o Grau de Grande Oficial da Ordem do Infante D. Henrique.

Actualmente, o alumnus é Membro da Comissão de Honra do Plano Nacional de Leitura, para além de continuar a exercer como docente do curso de Pós-Graduação em Edição de Livros e Novos Suportes Digitais, da Faculdade de Ciências Humanas da Universidade Católica Portuguesa. É ainda colaborador nalgumas publicações nacionais e internacionais, com destaque para Letras de Hoje, revista publicada pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, e para a Revista de Comunicação e Linguagens e Trama y Texturas.