Lauro António

Cineastalauro antonio1

Nascido, em Lisboa, a 18 de Agosto de 1942, Lauro António foi, desde sempre, um amante do Cinema. Durante a década de 60 licenciou-se em História na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa. Na mesma época, torna-se membro do Cineclube Universitário de Lisboa e, mais tarde, Director do ABC Cineclube, mantendo actividade, a partir de 1963, de crítico de Cinema. É nesta altura que começa a trabalhar com algumas publicações, colaborando com o Diário de Lisboa (1967-1975), a Opção (1977-1978), o Diário de Notícias (1976-1978), a Mais, A Capital, o Diário Popular, o Diário de Lisboa (2ª fase), e O Comércio do Porto, A Bola, o Jornal do Fundão, o Jornal do Sporting, a revista História, o The Best Wines, etc.

O início das suas colaborações em jornais e outras publicações periódicas é intercalado com o início da sua actividade de dirigente cineclubista e programador de salas de Cinemas de Arte e Ensaio, nomeadamente o Estúdio Apolo 7O (entre 1969 e 1985), o Caleidoscópio (1973-1975) e o Foco, no Porto (1972-1974). Até meados da década de 70, para além das actividades referidas, Lauro António foi ainda o Director do Festival Internacional de Lisboa, 1966, actividade que só repetiria mais de vinte anos depois, com o festival Festroia, em 1989. Desde 1990, é responsável pelo FestiViana, e em 1995 pelo Vídeo Viana (Viana do Castelo). Dirigiu ainda o Festival Internacional de Portalegre (1988-1990) o Festival FACE (1990), o Festival Escolar de Vídeo (1993-1996), o Fórum Açoriano de Cinema (1998 e 1999), o Cine Eco, Cinema e Ambiente, (1995-2010) o Famafest (Cinema e Literatura, Famalicão, 1999-2010), e o Festival O Castelo em Imagens (Portel – 2003-2012).

Ainda durante a década de 90, quando Lauro António é já uma figura mediática para o público cinéfilo, torna-se coordenador do grupo “Cinema e Audiovisual”, do Ministério da Educação, encarregue de integrar esta disciplina no sistema de ensino português (entre 1990-93), continuando a trabalhar na Rádio, sendo autor do programa O Musical no Cinema (transmitido pela Antena 2, 1997-2000). Dado o seu vastíssimo conhecimento e experiência nesta área, foi também jurado em diversos Festivais de Cinema, em Portugal e no estrangeiro, em eventos como o Cine de Humor de La Coruña, o Festival de Santarém, o Festival de Figueira da Foz, o Fantasporto, o Festival de Tomar, o Valladolid, o Festival de Tróia, o Festival Avança, o Festivideo (Budapeste, Prémio da Crítica Internacional), o Festival de Ourense (Espanha), o Festival de Turim (Cinemambiente, 2007), entre tantos outros. Desempenha ainda funções de docente, na condição de professor adjunto no Curso de Tecnologias de Comunicação Audiovisual, do Instituto Politécnico do Porto. Ainda na condição de docente, leccionou em instituições como o IADE, o ISCEM, a Universidade Nova e o Cine Fórum do Funchal. Para além dos cargos ligados à docência, é também coordenador do Fórum Académico de Cinema do Porto (no ISEP), das sessões de Cine Clube, da Biblioteca Museu da República e Resistência e das sessões “The Wonderfull- Cinematógrafo”, São Luiz.

Presentemente, Lauro António organiza sessões na Biblioteca Almeida Garrett, no Porto, sendo ainda autor de vários blogues, dos quais se destaca o http://lauroantonioapresenta.blogspot.com, com a mesma designação do seu programa da TVI, de que foi autor e apresentador, Lauro António Apresenta, emitido entre 1994 e 1996.