Jorge Manuel Barbosa Gaspar

Geógrafo e Professorgaspar jorge

Jorge Manuel Barbosa Gaspar nasceu a 14 de Maio de 1942 e licenciou-se em Geografia pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, em 1965. De 1966 a 1968, faz a Pós-graduação em Análise Regional e Urbana na Universidade de Lund (Suécia), como bolseiro da Fundação Calouste Gulbenkian. Regressa depois à Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa onde efectua o Doutoramento em Geografia Humana, com a dissertação A Área de Influência de Évora - Sistema de Funções e Lugares Centrais (1972), seguindo-se a agregação em Geografia Humana, na Universidade de Lisboa (1973), onde obteve a cátedra em 1979.

Durante a actividade de Geógrafo, para além do cargo de Docente, foi Director da Linha de Acção de "Estudos para o Planeamento Regional e Urbano", do Centro de Estudos Geográficos da Universidade de Lisboa (1976-1995), Coordenador do Mestrado em "Geografia Humana e Planeamento Regional e Local" da Universidade de Lisboa (1981-1999), Presidente da Comissão Nacional de Geografia (1986-2000), Professor Catedrático convidado do Instituto Superior Técnico da Universidade Técnica de Lisboa (1994-2000), Director do Centro de Estudos Geográficos da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa (1995-2002) e Presidente do Departamento de Geografia da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa (2002-2005).

Jorge Manuel Barbosa Gaspar foi, desde o início de carreira, um dos maiores investigadores da sua área, sendo o autor de uma lista bibliográfica com mais de duzentas obras consagradas à Geografia Humana, aos Estudos Urbanos e Regionais, aos Estudos Eleitorais (Geografia e Sociologia das Eleições), à Comunidade Europeia e às Telecomunicações e Desenvolvimento Regional. Fora do âmbito da Geografia, foi ainda Vice-Reitor da Universidade de Lisboa (1989-1990), Administrador da Fundação da Universidade de Lisboa (1990-2002) e Coordenador de um P.I.C. do programa ERASMUS/SÓCRATES envolvendo, entre outras, as Universidades de Lisboa, Barcelona, Copenhaga e Genebra (1986-2005).

A assumida dedicação às diferentes matérias geográficas que trabalhou ao longo da sua carreira, e que continua a trabalhar, bem como a vasta obra de que é autor, valeram-lhe o Prémio Universidade de Lisboa 2009/2010 e, ainda em 2010, a Ordem do Infante D. Henrique. Entre as distinções encontram-se também três títulos de Doutor Honoris Causa, o primeiro pela Universidade de León (1995), o segundo pela Universidade de Genéve (2001) e o terceiro pela Universidade de Évora (2010) que o considerou ‘’o mais conceituado geógrafo português vivo’’.