João Peste

Músico

peste

João Luís Peste Santos Guerreiro nasceu a 9 de Setembro de 1962 em Lisboa. Homem multifacetado, descreve-se como sociólogo, músico, cantor e DJ, sendo, indubitavelmente, mais reconhecido enquanto vocalista dos Pop Dell'Arte.

Em 1985, licencia-se em Sociologia pelo ISCTE e forma a banda Pop Dell'Arte que, pouco tempo depois, conquista o prémio de originalidade do 2º Concurso de Música Moderna do Rock Rendez-Vous, o que lhe valeu maior visibilidade não somente perante o público, mas também perante os críticos. No ano seguinte, João Peste cria Ama Romanta, a primeira editora portuguesa independente gerida exclusivamente por músicos, como consequência do seu descontentamento com a indústria discográfica. Do seu catálogo constam, para além de álbuns dos Pop Dell’Arte, trabalhos de outras bandas, destacando-se a colectânea Divergências, que reuniu nomes como Mler Ife Dada, Anamar e Essa Entente.

Os Pop Dell’Arte viriam a separar-se em 1989 e João Peste decide criar o projecto Acidoxi Bordel, juntando elementos da sua antiga banda com Jorge Ferraz. O EP João Peste & o Acidoxi Bordel sai em 1990, pela sua editora, incluindo temas como Groovy Noise-Dada Rock, Clio Software, Cocaine, Amigo e Distante Domingo. Ainda nesse ano, apresenta o espectáculo Alix Na Ilha dos Sonhos, que conta com Nuno Rebelo, dos Mler Ife Dada, no espaço da Secretaria de Estado da Cultura da Feira do Livro de Lisboa. O texto, da sua autoria, cruzou influências de Homero e Luciano com as habituais tendências pós-modernas e surrealistas da sua escrita.

Depois de um longo período de inactividade, os Pop Dell’Arte reuniram-se e lançaram um novo álbum, intitulado Contra Mundum, em 2010. No ano seguinte, João Peste desenvolve um projecto de Spoken Word, que levou a diversos pontos do país. Mais recentemente, João Peste volta a apostar na sua formação académica, concluindo, em 2012, a Licenciatura em História na Faculdade de Letras de Lisboa e iniciando, posteriormente, o Mestrado em História Antiga.